Institucional Empreendimentos News Contato Espaço do Corretor Espaço do Cliente
Compartilhar no:

Preços de imóveis comerciais registram estabilidade em janeiro de 2021

https://fipezap.zapimoveis.com.br/precos-de-imoveis-comerciais-registram-estabilidade-em-janeiro-de-2021/

■ Análise do último mês: o preço médio de venda de salas e conjuntos comerciais de até 200 m² permaneceu praticamente estável (+0,01%) em janeiro de 2021, assim como o preço médio de locação desse segmento (+0,01%). Como resultado, ambos resultados do Índice FipeZap Comercial foram inferiores às variações do IPCA/IBGE (+0,25%) e do IGP-M/FGV (+2,58%) no período. No caso específico do preço médio de venda, os aumentos observados em cidades como Campinas (+0,93%), Curitiba
(+0,36%), São Paulo (+0,20%) contrastaram com os recuos registrados em outras localidades, a exemplo de Brasília (-1,24%), Belo Horizonte (-0,39%), Porto Alegre (-0,28%), Florianópolis (-0,28%) e Rio de Janeiro (-0,18%). Já no caso do preço médio de locação do segmento, Rio de Janeiro (-0,69%), Niterói (-0,39%) e Curitiba (-0,10%) registraram variações negativas em janeiro, ao passo que as demais cidades monitoradas pelo Índice FipeZap Comercial apresentaram elevação no preço médio no mesmo período: Salvador (+1,03%), Brasília (+0,99%), Campinas (+0,32%), Porto Alegre (+0,31%), Florianópolis (+0,31%), Belo Horizonte (+0,28%) e São Paulo (+0,04%).

■ Análise do acumulado em 12 meses: o preço médio de venda comercial acumula queda nominal de 1,32% nos últimos 12 meses, enquanto o preço médio de locação desse segmento exibe recuo de 1,18%. Comparativamente, ambos resultados são inferiores às variações acumuladas pelo IPCA/IBGE (+4,56%) e pelo IGP-M/FGV (+25,71%) para esse recorte temporal. Entre as cidades monitoradas, as maiores quedas envolvendo o preço médio de venda comercial foram registradas em: Brasília (-10,05%), Belo Horizonte (-3,79%), Rio de Janeiro (-3,47%), Porto Alegre (-3,12%), Niterói (-2,72%) e Curitiba (-0,24%). Quanto ao preço de locação, as cidades que
apresentam as maiores quedas foram: Rio de Janeiro (-6,68%), Curitiba (-4,48%), Belo Horizonte (-0,60%), Florianópolis (-0,54%), Brasília (-0,47%) e Salvador (-0,28%).

■ Preço médio de venda e locação: em janeiro de 2021, o valor médio do m2 de imóveis comerciais nas cidades monitoradas pelo Índice FipeZap Comercial foi de R$ 8.413/m2, no caso de imóveis comerciais anunciados para venda, e de R$ 37,07/m2
, entre aqueles destinados para locação. Entre todas as 10 cidades monitoradas pelo Índice FipeZap Comercial, a cidade de São Paulo se destacou com o maior valor médio tanto para venda de salas e conjuntos comerciais de até 200 m² (R$ 9.615/m2), quanto para locação de imóveis do mesmo segmento (R$ 44,12/m2). Comparativamente, no Rio de Janeiro, os preços médios de venda e de locação de salas e conjuntos comerciais anunciados foram de R$ 9.275/m² e R$ 37,11/m², respectivamente.

■ Rentabilidade do aluguel comercial*: pela razão entre o preço médio de locação e o preço médio de venda dos imóveis comerciais, é possível obter uma medida da rentabilidade para o investidor que opta por investir no imóvel com a finalidade de obter renda com aluguel (rental yield). O indicador pode ser utilizado para avaliar a atratividade de salas e conjuntos comerciais em relação a outras opções de investimento disponíveis (como, por exemplo, investimento em imóveis residenciais para obtenção de aluguel e aplicações financeiras). Em janeiro de 2021, o retorno médio do aluguel comercial (anualizado) foi calculado em 5,43% ao ano, superando a
rentabilidade do aluguel do segmento residencial (4,69% ao ano), bem como o retorno médio real de aplicações financeiras de referência

APARTAMENTOS STUDIO VIERAM PARA FICAR
30 / 08 / 2021 APARTAMENTOS STUDIO VIERAM PARA FICAR

Se você está pensando em comprar seu próprio imóvel ou investir no setor imobiliário, precisa ficar de olho nesta tendência. Os apartamentos studio vieram para ficar. Esse tipo de empreendimento é um dos mais procurados em grandes cidades.

Saiba mais
AMBIENTES INTEGRADOS: UTILIDADE E VALORIZAÇÃO DO IMÓVEL
16 / 08 / 2021 AMBIENTES INTEGRADOS: UTILIDADE E VALORIZAÇÃO DO IMÓVEL

Quem já assistiu aos programas de reformas e construção, deve ter reparado em uma tendência que está cada vez mais presente nos projetos arquitetônicos: o conceito aberto. Com menos paredes e mais espaço, o objetivo é proporcionar amplitude e até mesmo mais interação entre os moradores.
No blog de hoje te contamos as vantagens da integração de ambientes, além de dicas de como delimitar e decorar esses espaços.

Saiba mais